Últimas notícias do evento

ADEUS CÁRIE COM A PRATA COLOIDAL

Postado em

Você sabia que:
A PRATA COMBATE A CÁRIE


Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisas Estratégicas do Nordeste testam nanopartículas (partículas de 1 a 100 nanômetros) de prata para combater a cárie. São partículas 50 mil vezes menores do que a espessura de um fio de cabelo e que têm ação bactericida.
O estudo avaliou 5500 crianças, das quais 2200 tinham lesões nos dentes. Todas receberam a aplicação da fórmula, mas apenas 130 crianças tiveram suas informações coletadas. As que tinham o dente muito comprometido ficaram de fora da análise.


O resultado mostrou que o produto foi capaz de interromper 85% dos processos de cárie uma semana depois da aplicação.
Agora imagine se você usar a prata coloidal diariamente na escovação? Sim! Ela liquida.


Além de higienizar sua escova dental, evitar mau hálito, você pode molhar sua escova e massagear os dentes, isso eliminará as bactérias causadoras da cárie e da placa bacteriana.


A forma de escovar os dentes é muito importante.


COMO FAZER:


Usando a prata coloidal Bucal Sem sabor, Menta ou Melaleuca. Se quiser saber mais :


LOJA: https://www.naturalsbrazil.com.br/product-page/prata-coloidal-50-ppm-300ml-bucal


KIT HIGIENE BUCAL: https://www.naturalsbrazil.com.br/product-page/kit-bucal-naturals-brazil


CUMPOM DESCONTO NA LOJA: DESCONTO16%


****************
MERCADO LIVRE:
Kit: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1361300119-kit-higiene-bucal-prata-coloidal-naturals-brazil-_JM?quantity=1&variation=46153918321


BUCAL: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1361308843-prata-coloidal-bucal-naturals-brazil-300ml-20-ppm-_JM
https://www.noticiasaominuto.com.br/tech/159492/cientistas-testam-nanoparticulas-de-prata-para-combater-a-carie

TRATANDO CANDIDIASE DE REPETIÇÃO COM A PRATA COLOIDAL

Postado em

A candidíase é uma infecção ginecológica causada pelo fungo da cândida, geralmente cândida albicans, mas algumas vezes pode ocorrer de outras espécies não albicans como: glabrata, tropicalis, krusei, parapsilosis e saccharomyces cerevisae. Para saber qual espécie afetou você e fazer o tratamento medicamentoso correto junto ao seu médico, você precisa fazer um exame para identificar o tipo de fungos. 

Também pode causar infecção na pele, unhas, garganta, intestino, boca e corrente sanguínea. Mas fiquem tranquilas porque, quando isso acontece, a candidíase já acometeu aquele local em específico. A cândida que você pode ter na genital não irá se espalhar para esses lugares. 

A cândida causa Coceira, Dor na região, Vermelhidão, Corrimento vaginal branco e espesso, algumas vezes semelhante à nata. 

TIPOS 

Candidíase vaginal. … 

Candidíase masculina (balanopostite) 

Candidíase oral. … 

Candidíase de esôfago. … 

Candidíase na pele (Intertrigo) 

Candidíase invasiva. 

Dentre inúmeras causas temos: 

– Falta de higiene 

– Limpeza incorreta após defecar 

– Queda imunológica 

– Uso de hormônios e antibióticos que fazem cair a imunidade 

– Alteração de PH vaginal por conta de stress, alimentação e medicação. 

– Contaminação por relação sexual ou alteração de PH. 

– Deficiências minerais e vitamínicas que fazer o sistema imunológico cair. 

Sabemos que tem haver com o PH vaginal e imunidade de cada mulher, mas o que afeta o PH vaginal e a imunidade? Por trás de toda a fisiologia humana, existem comportamentos, pensamentos e hábitos que interferem. 

Tem sido cada vez mais comprovado que o estresse é o causador de muitas doenças. Todas as outras emoções também têm igual importância para o desenvolvimento de enfermidades, disfunções ou manifestações sintomáticas no corpo. 

No caso da candidíase, as emoções que podem ocasionar a infecção são: 

– Sensação de dispersão, frustração e/ou raiva; 

– Se sentir obrigada a ter que estar em alguma posição que não gostaria, como em um emprego que tem suas vantagens e paga as contas, mas não te faz se sentir bem mais; 

– Exigências abusivas nas relações; 

– Desconfiança dentro do relacionamento; 

– Não se adaptar ao sexo da pessoa; 

– Sentir-se obrigada a ter relação sexual sem estar com vontade ou sentir vontade e não fazer; entre outros. 

Dessa forma, não basta usar a prata coloidal, é preciso ir mais além observando a alimentação, seus hábitos e emoções e tudo que pode causar queda imunológica e alteração do Ph da região vaginal, do contrário, nem a prata e nem Deus podem te ajudar se você não mudar. 

COMO USAR A PRATA 

INGERIR 

Prata de 20ppm : 15 ml dia para uma média de peso de 70 kilos, de 20 a 60 dias ou mais + mudança de hábitos. 

Pode fazer duchas vaginais com a prata de 100ppm uma vez ao dia em casos mais severos. 

Borrifar a prata de 100 ppm nas roupas intimas e deixar secar, também pode usar no enxague. 

ONDE COMPRAR
Caso deseje temos a prata individual e um kit: 

20 ppm: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1359962669-prata-coloidal-20-ppm-1l-naturals-pronta-ingerir-promoco-_JM?quantity=1&variation=460843569

100 ppm: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1359967694-prata-coloidal-naturals-brazil-100-ppm-1li-adaptar-a-dose-_JM?quantity=1&variation=46084481462

20 E 100 PPM: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1361062581-prata-coloidal-20-ppm-1l-1l-de-100ppm-naturals-brazil-_JM
LOJA:https://www.naturalsbrazil.com.br/prata-coloidal-1-litro 

Você tem direito a um frasco spray 30 ml spray, spray nasal ou gotas por litro. Só avisar que precisa para ser enviado, se caso não disser nada não será enviado.

IMPORTANTE SOBRE O USO DA PRATA

Postado em

De algum tempo para cá, observamos pessoas comprando a prata e usando conforme o que acha , conforme o que pessoas que vendem e não estudam acham, conforme o disse me disse que pode haver, como já vimos em mal uso.

Não ache, pergunte!

Não existe bula da prata porque é preciso orientação, cada caso é um caso, e nem sempre uma posologia comum serve para um determinado caso.

Grande parte das pessoas acometidas por vírus, fungos e bactérias estão com o sistema imunológico baixo, sangue ácido devido a alimentação e hábitos, portanto, não adianta dizer que está bem porque não está.

Todas as doenças vêm de distúrbios orgânicos causados, em primeiro plano, por anos de falta de atenção para como contexto, onde os seguintes fatores trazem esses desequilíbrios:

– Stress

– Hábitos alimentares inadequados, rico em açúcares, gorduras saturadas, fast food, alimentos com agrotóxicos.

– Hábitos de vida como pouco sono adequado.

– Muita medicação alopática.

– Falta de informação

– Muitas misturas de elementos químicos, ervas, suplementação sem orientação.

– Automedicação, entre outros.

A prata pode te ajudar com bactéria, fungos, vírus, alguns parasitas, mas jamais vai mudar seus hábitos, aquilo que você é, seu nível de stress e seus pensamentos. Curar-se é um conjunto de medidas que começa em você.

Estou dizendo isso, porque, às vezes compram Prata Coloidal de 100ml e só me dizem não funcionou, fui enganado. Não se deu ao trabalho de pedir orientação, não perguntou se servia para o caso, não usou a dose adequada, fez o que quis, aparentemente mantem os mesmos hábitos e quer o milagre?

Milagres só acontecem quando fazemos nossa parte e buscamos a sabedoria em nós e depois nos profissionais que trabalham sério com respeito ao ser humano, seja, terapeuta, médico ou outro qualquer. Há pessoas não dotadas de honestidade, mas tem muita gente boa que pode, juntas ou não orientar você.

O mundo não se resume a lucro, isso já está ultrapassado e ninguém percebeu. Também não é feito por achismos, mas sim, hoje, é necessário ser humanizado e ter bases que comprovem a veracidade da afirmação. Assim, antes de comprar, peça orientação e se um vendedor não souber, pergunte a outro, alguém terá a decência de fazê-lo.

Explique com clareza seu caso, de preferência já com diagnóstico e até orientação de um médico ou terapeuta. Não omita e esteja ciente que para ter benefícios, deve mais que tomar a prata coloidal, deve mudar seus hábitos, diminuir o stress e ter uma boa alimentação.

Quer milagre faça o seu primeiro e todo o restante funcionará, tenha certeza.

Agradecemos a todos a atenção, gratidão pela confiança e estamos a disposição para esclarecer dúvidas, independente de compra ou não.

Naturals Brazil

PRATA COLOIDAL E CÂNCER

Postado em

Muitas pessoas estão usando a prata com a esperança de retroceder o câncer e outras vem a até nós para perguntar como usar.

É preciso esclarecer algumas coisas.

Há pesquisas enormes na Revista de Ciências Biológicas dos Estados Unidos, onde usando nano partículas de prata puras ou associadas a outras substâncias em testes em tumores, porém verifica-se que funciona em um ou outra inibindo as enzinas que fazem as células tumorais crescerem ou até atuando diretamente sobre elas.

Em alguma casos de câncer de próstata, de pele e de mama, em poucas células, pois há muito o que pesquisar sobre a prata coloidal e demais nano partículas metálicas.

Não há como fazer promessas de sucesso com base nessas pesquisas, pois cada pessoa é única e cada caso é um caso, porém sabe-se que ela atua bloqueando a multiplicação dos vírus, mata fungos e bactérias, inclusive várias super bactérias. Isso de fato ajudará muito, pois o paciente com câncer tem o sistema imunológico afetado profundamente, além do emocional que causa uma queda absurda da imunidade.

Também sabemos que alguns fatores como:

– Sangue ácido

– Metais pesados no sangue

– Fungos, vírus e bactérias.

– Vermes (parasitas em geral)

– Alimentação rica em gorduras saturadas, farinha de trigo branca e açucares.

– Deficiências minerais e vitamínicas, somadas, levam o individuo a ser um sério candidato a ter câncer.

Existe uma especialidade chamada Morfologia do Sangue vivo que pode curar ou dar qualidade de vida a pacientes terminais, onde faz-se uso da prata coloidal, suplementações e dieta adequada para eliminar “sujeira do sangue” e restaurar o equilíbrio do organismo.

Busque um profissional desse e consulte.

Com relação a prata, há uma reticência que se refere a dosagem:

TOMANDO A PRATA COLOIDAL EM ESTADOS GRAVES

Deve-se iniciar com doses baixas de 1 ml e ir aumentando a cada 3 ou 5 dias de Prata coloidal de 20 ppm. Por quê?

Como o paciente costuma estar com um ou mais patógenos, pode ocorrer a reação de Jarisch Herxheimer, que é uma reação parecida com uma alergia severa causa pelas toxinas que as bactérias eliminam, principalmente mortas e que satura a corrente sanguínea, o fígado e os rins que não conseguem eliminar tantos patógenos mortos de uma vez. Assim, sempre, em casos graves de câncer ou qualquer doença, inicie com doses baixas e vá aumento até no máximo 25 m dia.

Procure ingerir bastante água e probióticos.

Demais orientações somente com o médico de sua confiança ou morfologista do sangue vivo.

Dessa forma, esteja ciente que ajudará sim, se bem usada, porém há inúmeros fatores a serem observados, devido a gravidade da doença.

Devemos ser honestos com quem sofre de mentiras o mundo já está saturado.

Qualquer dúvida, estamos a disposição.

Naturals Brazil

PRATA COLOIDAL E INFECÇÃO

Postado em

Como é recorrente as pessoas perguntando sobre o uso, vamos esclarecer alguns pontos.

Prata coloidal é água mineralizada com propriedades terapêuticas que atua sobre fungos e bactérias, controla a reprodução dos vírus, elimina ovos de parasitas e vermes, atua sobre alguns parasitas.

A dispersão coloidal verdade de 1 a 100 nanômetros tem cor amarela devido ao tamanho das partículas coloidais, sem cheiro, gosto pode variar conforme o método. Se usar redutor de partículas iônicas não terá gosto quase nenhum de amargo.

Há muitas pesquisas e informação da revista Nacional de Ciências Biológicas Americana, mostrando que ela atua sobre inúmeros patógenos e até super bactérias.

Para tratar infecções não é preciso tomar várias vezes ao dia, pois ela permanece no seu organismo por 3 a 5 dias. Basta uma vez ao dia a dose correta.

Em caso de infecções, principalmente severas é preciso iniciar com dosagens baixas, porque ela age como os antibióticos comuns que você toma e ele vai acumulando até atingir um pico no organismo, em média de 3 a 5 dias.
A prata ao ser ingerida já inicia o processo de destruição e eliminação imediato, porém o organismo se houver muitos patógenos pode não conseguir eliminar tanta bactéria e fungos mortos de uma vez, que eliminam toxinas na corrente sanguínea e põem causar uma reação chamada Jarish Herxheimer que aos olhos dos leigos ficará parecendo alergia a prata, mas não é.

Os rins e o fígado não conseguem dar conta da eliminação em tempo hábil.

Assim, indica-se na maioria dos casos infeciosos, iniciar com doses baixas, por exemplo 3ml, 5ml, 7ml, 10ml, 15 ml até o ml ideal para seu peso. Essa dosagem vai aumento a cada 3 a 5 dias.

Em caso de fungos o mesmo e vírus, pode-se iniciar com a dosagem recomendada de forma direta, pois quem vai eliminar o vírus é seu organismo e o sistema imunológico.
Daí a importância de iniciar uma suplementação e uma mudança alimentar, se você quiser algo definitivo, do contrário será sempre um paliativo. Agir na causar é necessário.

SUGESTÕES DE USO EM CASO DE BACTÉRIAS

– Como explicamos, principalmente se você nunca usou, inicie com uma dosagem de 3 ml de prata de 20ppm (parte por milhão) ou ppm maior adaptada e aumente a cada 3 a 5 dias, para 5ml, 7ml, 10ml, 15ml até a sua dosagem ideal.
O tempo será determinado pelo tempo de vida da bactéria num organismo sem se reproduzir, o que é difícil saber, então dependerá muito de cada caso e de como está seu sistema imunológico, podendo durar de 20 dias até 6 meses ou mais, pois há infecções severas e biofilms que são super resistentes. Mesmo usando a prata não abandone seu tratamento médico, um profissional para acompanhar é importante.

Ela pode ser usada com medicações, quimioterapia, ervas entre outros, inclusive par aquém não abre mão de sua bebida alcoólica. Porém esteja ciente que manter hábitos antigos que permitiram que as bactérias viessem não te ajuda na sua recuperação.

PARA FUNGOS
A mesma medida alimentar e de hábitos, se for caso grave iniciar com doses gradativas senão pode ir direto para a recomendada.

PARA VÍRUS
Mudança radical alimentar, suplementação par ao sistema imunológico associados a doses recomendadas diretas pelo tempo necessário para que o organismo elimine o vírus, pois a prata não vai deixar ele se reproduzir.
No caso de HIV é necessário de 6 a 8 trocas celular no organismo completas que acontecem a cada 4 meses.

PARA VERMES
Associe um vermífugo natural, uma tintura com ervas ao uso da prata coloidal porque a prata não vai eliminar nem todos os vermes adultos, mas vai eliminar todos os ovos porque elimina as membranas que os revestem.
Doses de 10 m dia para adultos são suficientes. O detalhe mais importante é iniciar na lua cheia e ou lua nova por no mínimo 30 dias, pois os vermes vão para o intestino copular e botar seus ovos na lua cheia e na lua nova.
Por isso , que as vezes os vermífugos não funcionam.

PARA PARASITAS
Pra controle de ácaros, pulgas, carrapatos e outros, basta borrifar nos pelos dos animais, caminha, pela casa, cortina, carpetes que fará um controle ótimo, pois elimina os ovos e os adultos morrerão no seu tempo de vida, sem se reproduzir.

Qualquer dúvida, estamos a disposição. 

Grata

Naturals Brazil
http://www.naturalsbrazil.com.br

TOXIDADE DO COBRE

Postado em Atualizado em

Ao contrário da prata  e do ouro, cuja toxicidade é baixa, o cobre já traz uma condição altamente tóxica onde seu organismo Acima de 35 miligramas dia e doses maiores podem causar inúmeros danos, sendo que no sistema nervoso é irreversível.

Há alimentos riquíssimos em cobre, a começar pelo melaço de cana.

________________________________________________________________

COBRE por Lucio Campos

Há atualmente para nós, um mistério sobre o cobre. De fato, podemos constatar diariamente o efeito benéfico do cobre nas dores de origem inflamatória e no aparecimento das doenças virais (gripes, resfriados), mas ainda não possuímos explicações satisfatórias para compreender o mecanismo e por que, bem frequentemente, as dosagens efetuadas no sangue mostram cupremias (taxas de cobre) elevadas. Tudo se passa como se o organismo não soubesse ou não pudesse se servir do cobre que ele estoca.

 Talvez este mecanismo esteja ligado ao de certas enzimas, como a superóxido dismutase, de quem se conhece o enorme papel na prevenção das lesões tissulares, em particular às ligadas à inflamação.

MAS O QUE SABEMOS SOBRE O COBRE?

 Primeiro, ele foi reconhecido como essencial a partir de 1928, quando Hart mostrou que uma suplementação de cobre era necessária para combater a anemia por falta de ferro em ratos nutridos exclusivamente com regime lácteo. O cobre é necessário à síntese da hemoglobina.

 Depois desta data, numerosos estudos científicos mostraram o papel eminente exercido pelo cobre sobre o metabolismo das enzimas fundamentais. Mas foi somente nos últimos vinte anos que se pôde por em evidência a patologia desenvolvida por uma deficiência em cobre e a ligação dele a uma doença genética, a doença de Menkes.

Daí numerosos pesquisadores se debruçarem no estudo dos aportes diários em cobre numa alimentação mais ou menos restritiva ou normal.

O organismo humano contém cerca de 80 mg de cobre para um homem de 70 kg. A recomendação das academias científicas considera como mínimo a absorção diária de cerca de 2 mg /dia. Um regime equilibrado contém de 2 a 5 mg/dia.

Os órgãos do nosso corpo mais ricos em cobre são o fígado, onde o excesso é estocado, e o cérebro. Cerca de um terço está nos músculos e esqueleto.

 O transporte do cobre é assegurado por uma proteína, a ceruloplasmina. Quando este transportador está saturado, a absorção do cobre pelos intestinos é diminuída.

 Vários estudos mostram que numerosos regimes alimentares fornecem uma quantidade de cobre inferior aos 2 mg recomendados:  1 mg para pessoas que se alimentam em “self “, 1,7 mg para os militares americanos, 0,70 mg para os hospitais americanos, 1,5 mg na Suíça, 7,6 mg nas mulheres neo-zelandesas e somente 1,5 mg se elas não comem fígado.

Frequentemente encontramos divergências entre as quantidades de cobre que deveriam existir nas dietas estabelecidas pelos nutricionistas e as que são encontradas na alimentação fornecida.

 – os fatores ligados ao meio ambiente: as variações do solo, a água de irrigação, quantidades consideráveis de fungicidas, as variações de estação (por exemplo, para as ostras) e o lugar

geográfico.

 – os diferentes métodos de preparação, refinação e empacotamento também influem.

 Assim, pode-se observar para o mesmo tipo de alimento diferenças significativas do teor de cobre. São várias as razões:

 – os alimentos: a variedade, a idade da cultura e o teor de bolor parecem interferir

 – os fatores ligados ao meio ambiente: as variações do solo, a água de irrigação, quantidades consideráveis de fungicidas, as variações de estação (por exemplo, para as ostras) e o lugar geográfico.

 – os diferentes métodos de preparação, refinação e empacotamento também influem.

 Assim, pode-se observar para o mesmo tipo de alimento diferenças significativo do teor de cobre.

Nos Estados Unidos, um regime contendo certos legumes e fígado de boi parece ser suficiente, enquanto que ele se tornará insuficiente se houver a substituição do fígado (2,80 mg de cobre para 100 g), por frango, por exemplo (0,18 mg por 100 g)….

DUPLEMENTAÇÃO DO ION DE COBRE

Existe receio de fazer suplementação de cobre devido seu grande potencial como gerador de radicais livres, e por sua relação direta com esquizofrenia e distúrbios psiquiátricos. Portanto, só o mineralograma pode justificar a sua administração quando se detecta severa deficiência.

FONTES NATURAIS DE COBRE

Cereais integrais, nozes, verduras de folha, ervilhas, beterraba, fígado, rim, germe de trigo, legumes, amêndoas, amendoim, chá preto.

TERAPIA:

Indicação, apresentação e dosagem:

Nos seres humanos o cobre não é tóxico até ingestão de 35mg/dia. Costuma ser apresentado em suplementos multivitamínicos e minerais em doses de 1,5 a 3mg.

Deve-se lembrar que sempre que o cobre for suplementado, deve se dar 1O vezes mais de zinco: ex. 1,5 mg. de cobre; 15 mg de zinco. Devido a relato de antagonismo é sugerido a dose diária de 1,5 a 3 mg cobre acompanhado de 15 a

30mg de zinco, 50 à 200 mcg de selênio e 50 à 100mcgr de molibdênio.

PRECAUÇÕES

A suplementação excessiva de cobre, através de formulações pode baixar o nível

de zinco e produzir insônia, perda de cabelos , menstruação irregular e depressão.

Nunca se deve administrar cobre em paciente com degeneração hepatolenticular

(Doença de Wilson).

ORIENTAÇÕES HIGIÊNICOS ESQUELÉTICAS:

1. Apesar de ser essencial não se sugere a suplementação de cobre.

2. O consumo de produtos integrais, verduras frescas, miúdos de boi, fornece

suplementos suficientes de cobre para o organismo humano.

3. O cozimento ou armazenamento de alimentos ácidos em potes de cobre podem

aumentar seu consumo diário.

4. Aumente a ingestão dos aminoácidos quelados com S como os encontrados em

ovo, cebola, alho.

EXCESSO DE ION DE COBRE

O cobre em excesso tende a se acumular no sangue e com isto esgotar as reservas de zinco do cérebro. Altos níveis de cobre causa oxidação da vitamina A, diminui a vitamina C, provocando dores musculares e nas juntas, distúrbios no aprendizado, depressão e fadiga.

O excesso de cobre associa-se com: disfunções comportamentais, como erritação, volúvel, irado e depressivo. Anemia aplástica e megaloblástica, talassemia, nefrite, doença de Wilson, vários tipos de doenças hepáticas, esquizofrenia, eczema, , anemia drepanocitica, Hodgkin, leucemias e outras doenças malignas. ……

Fonte: http://www.medicinacomplementar.com.br/biblioteca/pdfs/Nutrientes/nu-0134.pdf

________________________________________________________

Há várias fontes de contaminação, porém uma delas pode ser soluções coloidais que tem partículas menores de 1 nm, que também podem estar misturadas com as dispersões coloidais verdadeiras e como cada um faz o que quer, pode sim, correr um sério risco de causar sérios danos ao organismo e no caso do cobre e as células nervosas é irreversível.

Tanto que em 2010 a Anvisa proibiu o uso de panelas de cobre baseada em uma resolução (RDC 20 – 22 de março de 2007) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), proibiu o uso de utensílios de cobre na produção alimentícia. Pois, segundo a vigilância, a absorção excessiva do metal provoca desordens neurológicas e psiquiátricas, danos no fígado, nos rins, sistema nervoso e ossos, além de perda de glóbulos vermelhos. A resolução da Anvisa não proíbe o uso dos tachos de cobre, desde que revestidos por banho de ouro, prata, níquel ou estanho.

O tema é sério e resolvemos falar sobre porque há muita gente fazendo uso incorreto do cobre coloidal com doses aleatórias e frequentes. Também há um impacto violento no meio ambiente.

O cobre é MUITO tóxico, não apenas para a vida de mamíferos, mas também para a vida aquática.

Acima do necessário no corpo, você ficará doente como um cachorro (você desejaria ter morrido).

Basta procurar a toxicidade do cobre na Web, caso não acredite.

O Bioquímico Kephra do fórum CGCS , avisa contundentemente para não usar coloidal de cobre, se quer suplementar use alimentos. Se que matar bactéria use a prata. Até pela pele a exposição não deve ser  por mais de 30 minutos.

USANDO A PRATA COLOIDAL NA ACADEMIA

Postado em

Já imaginou o risco que você corre em pegar uma micose em objetos comuns na academia como caneleiras?

Já imaginou se cada aparelho que você entra em contato está 100% estilizado diariamente?

Sabe-se que para quem opta por usar o álcool para higiene desses locais, a médica indica que a concentração alcoólica do produto deve ser de 70% para matar bactérias e vírus. Se a concentração for mais alta, o álcool perde sua função microbicida, pois ocorrerá apenas a desidratação da célula sem a destruição do microrganismo.

Porém, a prata coloidal de 100ppm em contato com bactérias e fungos, os elimina a partir de 1 minuto de contato até 30 minutos, permanecendo ainda no local aplicado atuando constantemente. Ela inibe a reprodução dos vírus e não permitirá que ele se reproduza até morrer em contato com o ar.

Isso não é tudo, você pode borrifar nos seus objetos de uso como caneleiras, braçadeiras, tênis, luvas, roupas , pés e axilas para evitar a proliferação de micro organismos que vão causar mal cheio de suor por excesso de fungos.
Nunca mais terá problemas com micose em ambientes e objetos de uso comum.

Você também encontra ela em gel para facilitar a aplicação nas axilas, pés e mãos e o sabonete com prata coloidal para seu banho diário, principalmente sendo uma pessoa muito ativa.

Sabemos que o álcool gel pode ser mais em conta, porém nunca terá a duração de efeito que a prata coloidal dá ao fixar-se nos objetos por longo período, de forma que para Higiene de aparelhos não precisa aplicar diariamente e nem muito, o que traz rentabilidade da solução de 100ppm.

Para esse uso o ideal são as soluções de 100ml 100ppm spray, a de 1 litro 100ppm com borrifador, o gel com prata coloidal e o sabonete com prata coloidal.

Se você ainda tem dúvida acesse nosso Blog e veja Tudo sobre as pesquisas que comprovam em 100% a eliminação de bactérias e fungos, o controle de vírus na pele e em superfícies externas: https://naturalsbrazil.blogspot.com/ 

Naturals Brazil